Últimas
quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Que absurdo: Deputados do Ceará já gastaram R$ 50 milhões

O deputado federal Antonio Balhmann é o parlamentar cearense que mais gastou até agora. Ele apresenta despesas de R$ 1,3 milhão
FOTO: RUI NÓBREGA

A quantidade de gastos declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelos deputados estaduais e federais cearenses que disputarão cargos proporcionais somam quase R$ 50 milhões, chegando a R$ 49,9 milhões de despesas registradas até o último dia 2 de setembro. Enquanto os parlamentares da Assembleia Legislativa já informaram custos na ordem de R$ 5,2 milhões, a bancada do Ceará na Câmara dos Deputados que concorre no pleito já pagou R$ 44,7 milhões.

O balanço das contas declaradas pelos parlamentares na segunda parcial da prestação de contas revela que as despesas em agosto se intensificaram significativamente, já que a soma dos gastos na primeira prestação feita junto ao TSE havia chegado apenas ao montante R$ 2 milhões. Os números também mostram que os deputados que tentam a reeleição para a Câmara Federal foram os maiores responsáveis pela elevação do patamar do custo de campanha.

O deputado federal Antônio Balhmann (PROS) é o representante da bancada cearense na Câmara dos Deputados que declarou os custos mais altos de campanha. Na segunda prestação de contas, declara ter gasto R$ 1,3 milhão, principalmente para pagar publicidade em material impresso e contratar pessoal paraatividades de militância. Já na lista de arrecadação, o parlamentar declarou ter recebido R$ 1,5 milhão para custear as despesas de campanha.

O segundo a informar despesa de campanha mais alta até o início de setembro foi Danilo Forte (PMDB), que pagou R$ 827,1 mil na contratação de carros de som, publicidade por estandartes e faixas, entre outros gastos. O parlamentar apresentou uma receita superior às despesas, já que o peemedebista diz ter recebido R$ 1,1 milhão em doação, sendo R$ 500 mil do diretório nacional do partido.

Demonstrativo

Já a deputada federal Gorete Pereira (PR) está com a terceira mais cara campanha entre os candidatos que já compõem a bancada cearense. Até a apresentação da segunda parcial, ela informou ter pago R$ 710,8 mil, mas a receita declarada revelou que a parlamentar recebeu R$ 818,3 mil como doação, sendo que o montante de R$ 700 mil veio da direção nacional do PR.

O deputado federal José Guimarães (PT) é responsável pelo quarto mais alto demonstrativo de despesas declarado pela bancada cearense na Câmara. Na segunda parcial, informou já ter pago R$ 553,9 mil e, entre os gastos listados, o petista mostrou que contribuiu com a campanha de colegas de legenda, repassando verbas doadas por uma construtora às campanhas de outros três candidatos do PT ao cargo de deputado estadual, entre eles Rachel Marques.

lista de deputados da bancada cearense que mais gastaram neste primeiro mês de campanha é composta ainda pelos parlamentares Genecias Noronha (R$ 467,5 mil), André Figueiredo (R$ 444,7 mil), Mário Feitoza (R$ 411,3 mil), Domingos Neto (R$ 388,1 mil), Chico Lopes (R$ 231 mil), José Airton (R$ 185,8 mil) e Ariosto Holanda (R$ 175,8 mil).

Na Assembleia Legislativa, o parlamentar que declarou a despesa de campanha mais alta não tenta a reeleição, mas disputa uma vaga na Câmara dos Deputados. Ronaldo Martins (PRB) já disse ter pago R$ 854 mil. O parlamentar havia listado, até agosto, gastos de R$ 70,7 mil, mas ampliou as despesas no último mês. O demonstrativo de receita revelou que R$ 878 mil resultaram de doações de pessoas físicas e jurídicas.

Empresário

O segundo maior gasto declarado foi feito pela deputada Bethrose (PRP), que tenta a reeleição para a Assembleia Legislativa. A parlamentar pagou até setembro um montante de R$ 725 mil com as despesas de campanha, mas justificou o alto valor com as doações que somaram R$ 914 mil, sendo que R$ 800 mil vieram do empresário Alexandre Grendene, um dos fundadores de uma empresa de fabricação de calçados.

A lista segue com o deputado estadual Ivo Gomes (PROS), irmão do governador Cid Gomes, que já gastou R$ 374,2 mil para custear atividades de militância, publicidade por carros de som, serviços prestados por terceiros, entre outros. Já na arrecadação, o parlamentar disse ter recebido R$ 300,3 mil em doações, estando a direção do PROS e o comitê da campanha majoritária entre as maiores fontes de recursos. Um lista extensa de pessoas físicas, incluindo servidores do Estado, também fizeram pequenas doações no valor de R$ 150.

O deputado estadual Zezinho Albuquerque (PROS), apesar de afirmar ter recebido apenas R$ 38 mil em doação desde o início da campanha eleitoral, declarou o quarto maior custo entre os parlamentares da Assembleia, tendo já gasto R$ 229,3 mil.

Assim como ocorreu com a bancada cearense da Câmara dos Deputados, nenhum dos parlamentares da Assembleia Legislativa deixou de apresentar a segunda parcial da prestação de contas, mas a lista dos deputados estaduais que mais gastaram é seguida por Sineval Roque (R$ 222,6 mil), José Sarto (R$ 217,7 mil), Danniel Oliveira (R$ 202 mil), Welington Landim (R$ 166,7 mil), Fernando Hugo (R$ 163,2 mil) e Rachel Marques (R$ 163,2 mil).

Fonte: Diário do Nordeste
  • Comentar com o Google +
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação. Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.
Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

Item Reviewed: Que absurdo: Deputados do Ceará já gastaram R$ 50 milhões Rating: 5 Reviewed By: Sistema F5 Ceará de Comunicação