Últimas
segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Heitor Férrer cai em nova contradição ao explicar apoio a candidatos de Cid Gomes

O deputado estadual Heitor Férrer (PDT) reuniu a imprensa na manhã desta segunda-feira (20) para tentar esclarecer a declaração em que ele, durante um comício em Lavras da Mangabeira (CE), pede, claramente, apoio aos candidatos Dilma Rousseff (PT), para a Presidência, e Camilo Santana (PT), para o Governo do Estado, dentro a aliança formada pelos irmãos Cid e Ciro Gomes (PROS).

Mais em: 
Heitor renega oposição a Cid, fecha olhos a corrupção do PT e apoia Camilo e Dilma
Após repercussão negativa, Heitor Férrer nega apoio a Camilo e Dilma

O apelo, gravado em vídeo no último dia 18, foi noticiado em primeira mão pelo portal Ceará News 7 e chegou às redes sociais chamando a atenção do público, tendo em vista a condição contraditória do histórico opositor ao governo Cid estar trabalhando a favor dos candidatos que defendem a manutenção do atual modelo de gestão do Executivo.


Heitor argumenta que a imprensa usou de má fé ao noticiar o fato. Em defesa de sua coerência política, o deputado sustenta que a aliança ocorre apenas no município onde foi realizado o vento, por conta da base política local, a qual ele faz parte e que é adversária do candidato Eunício Oliveira (PMDB). Tanto o pedetista como o peemedebista nasceram em Lavras da Mangabeira e disputam a influência sobre a Prefeitura local. Para tentar fugir da contradição, o parlamentar argumenta que, mesmo pedindo votos aos candidatos petistas, ele mesmo não declarou seu apoio pessoal aos postulantes.

No domingo (19), via Facebook, o deputado declarou “independência tanto no cenário da sucessão estadual como no plano federal”. Já hoje, na presença da imprensa, houve uma nova reviravolta. O deputado fez críticas aos 12 anos do PT no comando da Presidência, comparando o tempo da gestão com uma ditadura, e, surpreendentemente, anunciou que votará em Aécio Neves (PSDB). De acordo com ele, a opção pelo candidato tucano atende ao apelo da classe médica do Estado e aos pedidos de seus eleitores. Com relação ao Governo do Ceará, Heitor disse que não vota em Camilo, por ele representar a continuidade do governo Cid, e que também não vota em Eunício, que, até poucos meses antes das eleições, fazia parte da base política e administrativa da atual gestão.





  • Comentar com o Google +
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação. Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.
Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

Item Reviewed: Heitor Férrer cai em nova contradição ao explicar apoio a candidatos de Cid Gomes Rating: 5 Reviewed By: Sistema F5 Ceará de Comunicação