Últimas
quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Cearense atinge nota máxima na prova de matemática do Enem

Jefferon Vianna, de Jijoca de Jericoacoara, acertou todas as questões no exame de cálculos. "Não foi complicado", disse o jovem


Jefferson posa ao lado de Dilma Rousseff 
após premiação de olimpíada, no Rio de Janeiro
Em meio à queda de desempenho de 7,3% na prova de matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014, um cearense de Jijoca de Jericoacoara acertou todas as questões do teste das contas e tirou nota máxima (973.6). Um exemplo de que o ensino transforma, e transformou a vida de Jefferson Vianna, 17 anos.

Filho de professora e funcionário público, o garoto sempre demonstrou interesse nos estudos. Estudando em escola pública, ele completou o ensino fundamental e se destacou nas olimpíadas de matemática. Foram três ouros e uma prata na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O desempenho proporcionou Jefferson conhecer o Rio de Janeiro - local da premiação - o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff, de quem recebeu as medalhas.

As performances nas provas despertaram o interesse de projetos financiadores que buscam alunos com baixa renda e com ótimas notas. "Quando estava no 9º para o 1º ano, o Projeto Primeira Chance veio atrás de mim. Eles procuram alunos para o ensino médio. Fui um dos primeiro deles (projeto). Eles pedem duas coisas: seu máximo para atingir o melhor desempenho possível e que no futuro você retorne ao projeto para ajudar outros alunos", conta Jefferson em entrevista ao O POVO Online. 


Com a ajuda do Primeira Chance, Jefferson ganhou a chance de cursar o ensino médio em uma escola particular de Fortaleza. Segundo o jovem, o colégio lhe deu uma bolsa e o projeto se responsabilizou com recursos para alimentação e moradia.
Para estudar na escola particular, Jefferson precisou sair de perto dos pais e se mudar para Fortaleza. No colégio, o adolescente entrou para a turma preparatória do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Vindo do ensino público, o jovem conta que precisou se esforçar para alcançar nível dos novos amigos. "Nos primeiros meses, tive bastante dificuldade, precisei me esforçar bastante para acompanhar os colegas em outras disciplinas, como português”.
No ensino médio, o garoto de Jijoca fez um percurso de destaque conquistando mais medalhas em olimpíadas. Durante a trajetória, teve dúvidas de qual carreira gostaria de seguir, como o Instituto Militar de Engenharia (IME), Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (Efomm) e ITA. Mas foi na metade do 3º ano, em 2014, que ele decidiu o que queria estudar nos próximos anos. "Quero ser administrador de banco". 

Resultado no Enem

Com nota máxima em matemática, Jefferson contou detalhes do desempenho. O cearense estava tranquilo para fazer o exame. A única preocupação era para não errar "besteiras". No dia da prova de cálculos, ele ainda precisou resolver questões de português e fazer a redação.
"Não foi complicado. Me preocupei em não errar besteiras. Com o nível da turma do ITA, sabia que apenas duas ou três é que você precisava pensar mais. Conferi a prova mais de uma vez para não errar besteira e não errar a conta. Como é uma prova longa e cansativa, você acaba errando uma continha ou lendo errado a questão".

Carreira acadêmica em São Paulo

Jefferson foi aprovado no Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), São Paulo, e cursará Administração e Economia. O garoto conheceu a instituição através de convite da própria faculdade e o adolescente foi até a capital paulista para verificar as instalações. 
A visita despertou o interesse no garoto, que se esforçou e buscou a aprovação. Com o desempenho no vestibular da Insper, instituição particular que possui convênio com o Projeto Primeira Chance, ele ganhou uma bolsa do Instituto. Jefferson terá a moradia bancada pela Insper e vai morar na Zona Sul de São Paulo.
"Fui buscar uma área da matemática que desse lucro grande. Sei como é difícil a situação financeira em casa. Quando vi essa oportunidade do Insper, que vão pagar tudo, não tive dúvidas".

Sonho

O jovem promete não medir esforços na instituição para realizar um sonho. "Eu quero crescer o máximo possível dentro da instituição para ajudar minha família. Passei três anos morando em Fortaleza para estudar. Moravam em pensionato, longe da família, da minha mãe. Na época, meu pai estava desempregado. Quero ajudar minha família do jeito que puder, comprar uma casa para minha mãe".

Recado para estudantes de escola pública

"Eu fico bastante feliz de mostrar para qualquer um de escola pública que é possível. Qualquer um que queira crescer consegue, tem os projetos, eles podem te ajudar. Você faz o seu futuro, é só correr atrás".

Pontuação no Enem
Com pontuação máxima na prova de matemática - 973.6 - confira as notas do cearenses nas outras disciplinas:

Ciências Humanas - 630.3
Ciências Natureza - 694.7
Linguagens e Códigos - 630.7
Redação - 600

  • Comentar com o Google +
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação. Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.
Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

Item Reviewed: Cearense atinge nota máxima na prova de matemática do Enem Rating: 5 Reviewed By: Sistema F5 Ceará de Comunicação