Últimas
quinta-feira, 16 de julho de 2015

Polícia apreende mais de 3 mil celulares dentro de unidades prisionais do Ceará em 2015

A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus) realizou, na manhã de ontem (14), uma grande operação de vistoria no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), em Itaitinga. A ação reuniu 132 homens, entre agentes penitenciários e policiais militares, e durou cerca de quatro horas, percorrendo as dez vivências da unidade prisional. A vistoria apreendeu 278 celulares, 295 chips, 136 carregadores, 161 baterias, além de pen drive, cartões de memória, adaptadores, facas, serras, cossocos (arma artesanal), fones de ouvido, balanças de precisão e uma pistola.
A vistoria no IPPOO II foi a primeira a acontecer, na atual gestão, de forma a contemplar toda a unidade de uma só vez. A medida deve se estender a todas as grandes unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza. Na operação, além dos agentes da própria unidade, agentes do interior do Estado foram deslocados para ampliar o efetivo. Os policiais militares atuaram na contenção dos internos, enquanto os agentes vistoriaram cada uma das celas.
Com a apreensão de terça-feira, chega a 3.518 o número de celulares apreendidos nas grandes unidades prisionais da RMF em todo o ano. A Sejus tem trabalhado com vistorias freqüentes e pontuais nas unidades prisionais. Essa é uma das ações desenvolvidas pela Secretaria de forma a coibir o uso de ilícitos dentro das unidades prisionais.
As vistorias são realizadas por dois grupos especializados de agentes penitenciários: o Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) e o Grupo de Apreensões do Sistema Penal (GASP). Em algumas ocasiões, há necessidade de apoio da Polícia Militar.
Atualmente, à exceção do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa (IPF), todas as grandes unidades prisionais do Estado contam com body scanners, equipamentos que realizam uma vistoria intracorpórea. O equipamento a ser instalado no presídio feminino está em processo licitatório.
Além do reforço na entrada das unidades, a Sejus tem atuado de modo a impedir os chamados rebolos, arremesso de material pelas muralhas. Atualmente, a Secretaria está com uma equipe de agentes – devidamente capacitados – ocupando as muralhas da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II). Em operação desde o início de junho, o Corpo da Guarda Penitenciária já apreendeu cerca de 15 quilos de maconha que entrariam nas unidades prisionais.
Na última semana, uma pessoa foi presa tentando arremessar droga para dentro da CPPL II. Os agentes da muralha identificaram e encaminharam à Delegacia de Itaitinga, onde o homem foi autuado e detido.
Interior
Além das operações nas grandes unidades, a Secretaria tem ampliado a atuação nas cadeias públicas do interior do Estado. Neste ano, 54 cadeias foram vistoriadas pelos agentes do GASP. Há ainda vistorias que são realizadas pelos agentes da própria unidade prisional.
Apenas nas cadeias públicas foram apreendidos 1.161 celulares e  quatro quilos de maconha. As vistorias são feitas a pedido pelos administradores das cadeias públicas ou por definição da Coordenadoria do Sistema Penitenciário (Cosipe).
  • Comentar com o Google +
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação. Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.
Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

Item Reviewed: Polícia apreende mais de 3 mil celulares dentro de unidades prisionais do Ceará em 2015 Rating: 5 Reviewed By: Sistema F5 Ceará de Comunicação