Últimas
terça-feira, 5 de abril de 2016

Mais uma festa para menores com bebidas e drogas é interrompida pela Polícia

Uma casa situada na Rua Mirtil Meyer, bairro Maraponga – Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) – foi o local escolhido por Jhonnata Lincoln Pociano de Sousa (21) e Lindenberg Cesar de Lima (23) para promoverem a “Festa Social Prime”. Tendo como público alvo menores de idade, o evento era propagado entre os partícipes como “farra para menores”, regado a diversos tipos de bebidas alcoólicas, entorpecentes e incentivos às práticas sexuais. Para participar, os meninos tiveram que pagar ingresso no valor de R$ 20,00 e as meninas entraram gratuitamente.
O flagrante ocorreu por volta de 17h30 de ontem (03). Aproximadamente 500 crianças e adolescentes com idades entre 12 e 16 anos estavam no local. Jhonnata e Lindenberg, ambos sem antecedentes, foram presos em flagrante por fornecer bebida alcoólica ou qualquer outra substância que cause dependência para menores, com base no Artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Eles são apontados como os organizadores e patrocinadores da Festa Social Prime – divulgada em redes sociais. Os dois foram encaminhados à Dececa, bem como dois adolescentes que estavam no evento – que foram ouvidos. Os suspeitos disseram que a festa seria em comemoração ao aniversário de um deles.
Outra menor, de 16 anos, foi encontrada desmaiada na festa. A Polícia suspeita que ela tenha passado mal após ingerir elevada quantidade de álcool. A adolescente foi encaminhada a uma unidade de saúde para receber atendimento. Garrafas de cerveja, whisky, champagne e vodka e quantidades de maconha e cigarro foram apreendidas pelos policiais na casa. Os pais dos menores foram contatados pelos representantes do Juizado, que deram apoio à ação policial. O imóvel usado para a atividade ilícita é destinado ao aluguel de eventos. O proprietário disse desconhecer o objetivo do evento.
O caso foi registrado na Dececa pela delegada Ivana Timbó, titular da delegacia. Para ela, “o que se percebe é uma negligencia generalizada. Os meninos dizem que os pais deram o dinheiro para pagar o ingresso”. A delegada ainda orienta que pais e responsáveis saibam quais são os ambientes frequentados pelos filhos. “Se chegar denúncia de que algum desses meninos esteja frequentando rotineiramente esses locais, os pais podem ser autuados por negligência”, completa a autoridade policial. A Polícia chegou ao local após receber denúncias. As apurações iniciaram por volta de 12 horas ainda de ontem (03).
Outro fim de festa
No dia 05 de março, os policiais da Dececa também interromperam a “Orgia Fest 1.0”, realizada em um buffet, na Rua Senador Robert Kennedy, na Barra do Ceará – AIS 1. No local, os policiais civis acabaram com a festa de aproximadamente 300 crianças e adolescentes, com idades entre 10 e 16 anos. Incitação ao sexo e acesso a drogas e a bebidas alcoólicas também foram atrativos para o evento.
Para participar da Orgia Fest 1.0, os menores tiveram que pagar ingresso no valor de R$ 10,00. Dentro do imóvel e no jardim, os policiais encontraram 11 gramas de maconha; 11 papelotes da droga; 24 latas e garrafas de bebidas alcoólicas, 20 latas de spray usadas como inaladores de substâncias ilícitas; dois recipientes contendo drogas e a quantia de R$ 128,35, além de 72 ingressos.
  • Comentar com o Google +
  • Comentar com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após aprovação. Comentários com ameaças, ofensas pessoais, pornografia infantil, conteúdos preconceituosos ou qualquer outro que viole a legislação em vigor no país serão excluídos.
Todo e qualquer texto publicado por meio do sistema de comentários não reflete a opinião do Forquilha Portal de Notícias ou de seus autores.

Item Reviewed: Mais uma festa para menores com bebidas e drogas é interrompida pela Polícia Rating: 5 Reviewed By: Sistema F5 Ceará de Comunicação